Recursos Energéticos Não renováveis e os impactos ambientais

         
   A queima de combustíveis fósseis como petróleo, carvão e gás natural, usados na produção de eletricidade, nos meios de transporte,aquecimento, refrigeração e processos industriais geram grande quantidade de gases como dióxido de carbono, metano, óxido nitroso, entre outros. Nos últimos séculos a capacidade humana de transformar a natureza propiciou a produção gigantesca de bens mas também produziu impactos ao meio ambiente que colocam em risco a própria vida humana. Os gases produzidos pela queima de combustíveis fósseis se acumularam na atmosfera  aumentando a retenção de calor e alterando o clima global.Tais alterações são discutidas por cientistas  no Painel Intergovernamental sobre  Mudança Climática ( IPCC) como parte do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) que avalia informações científicas, técnicas e sócio econômicas relevantes para compreensão das mudanças do clima. Essas discussões mostraram a necessidade de mecanismos para diminuição da emissão de gases estufa na atmosfera e o Protocolo de Kioto  ratificado por 178 países ( menos E.U.A responsável por 25% das emissões, entre outros) se constitui num acordo para redução de emissões de CO² adotando metas e mecanismos de compensação através dos créditos de carbono. 
Dentre as ações propostas para evitar as graves consequências do aquecimento global esta a substituição dos combustíveis fosseis por fontes energéticas renováveis e o desenvolvimento de novas tecnologias na geração de energia e na produção. Porém, o mais importante é que as decisões não fiquem restrita aos governos mas envolvam os cidadãos em cada cidade e se desenvolvam ações locais e globais pois o aquecimento global e as mudanças climáticas afeta a todos no planeta. 

Comentários