Floresta Amazônica: Uma região cobiçada



     A importância da Amazônia para a humanidade não reside apenas no papel que desempenha para o equilíbrio ecológico mundial. A região é berço de civilizações indígenas, riquíssimas fontes de matérias primas (alimentares,florestais,medicinais,energéticas e minerais)

 Com seus mais de 6,5 milhões Km² , abrangendo 9 países e ocupando quase metade da América do sul é a maior floresta tropical do mundo. A maior parte da floresta(3,5 milhões de Km²) encontra-se em território brasileiro cobrindo um relevo de planaltos (central e das guianas) e uma vasta planície sedimentar com solos orgânicos e um sistema hídrico dos mais importantes do mundo. O rio  Amazonas e seus mais de mil afluentes formam uma bacia que comporta 1/5 da água doce em forma líquida do planeta. O Clima quente e úmido predomina o ano inteiro e no verão  nuvens carregadas de calor e umidade deslocam-se para o sul influenciando as chuvas no planalto central brasileiro. A vegetação de mata de terra firme, mata de várzea e mata de igapó,  além de áreas de cerrado, campos e vegetação litorânea guardam a maior biodiversidade do planeta (20% de todas as espécies vivas). 

Todos os elementos (clima,solo,fauna e flora) estão tão estreitamente relacionados que juntos contribuem para a manutenção do equilíbrio, e a ausência de qualquer um deles é suficiente para desarranjar o ecossistema, o que tem ocorrido em grande intensidade. A abundância de minérios na região é incontestável: Ferro, Bauxita, Manganês, Cobre , ouro, estanho,níquel, diamante, petróleo, urânio, sal gema, entre outros minérios que  causam grande cobiça.
Toda essa riqueza desperta  interesses do grande capital e coloca em risco a soberania nacional. A região  passou a ser objeto de políticas de integração e controle através de projetos como Calha Norte e Sistema de vigilância da Amazônia (Sivam). As recentes instabilidades políticas em países amazônicos alertam para os perigos que rondam essas cobiçadas riquezas.

Comentários