Relações Internacionais: Macedônia e Kosovo firmam acordo para definir fronteira


O Parlamento da Macedônia ratificou o acordo sobre a demarcação da fronteira com o Kosovo, um conflito pendente durante anos que impedia o reconhecimento diplomático definitivo do novo Estado vizinho.
O acordo foi assinado na pelos primeiros-ministros de Macedônia e Kosovo, Nikola Gruevski e Hashem Tachi, respectivamente, foi ratificado também pelo Parlamento kosovar.
Estes passos foram comemorados pelas missões diplomáticas da União Europeia (UE) e dos Estados Unidos na Macedônia.
O alto representante para a política externa da UE, Javier Solana, elogiou o acordo, o qual considerou como uma demonstração de maturidade, responsabilidade e respeito mútuo.
Para a Presidência sueca da UE, a solução encontrada por Macedônia e Kosovo mostra como os problemas podem ser resolvidos na Europa.
A Macedônia reconheceu a independência do Kosovo em outubro do ano passado, mas não estabeleceu relações diplomáticas com o novo país vizinho devido ao conflito da delimitação das fronteiras.
Com a ratificação parlamentar, espera-se que Skopje e Pristina estabeleçam agora plenas relações diplomáticas.
A questão da demarcação dos limites fronteiriços entre Macedônia e Kosovo estava para ser resolvida desde 2001, quando os governos macedônio e iugoslavo (Sérvia, Montenegro e Kosovo) assinaram um acordo sobre o assunto, mas que Pristina não reconhecia.
Na quarta-feira, a Comissão Europeia, órgão executivo da UE, recomendou o início das negociações de adesão da Macedônia. O país é candidato formal a ingressar no bloco desde 2005.

Comentários